Home

A Paróquia

História da nossa Paróquia, nossa Padroeira, nosso pároco e outras informações importantes. 

Sacramentos

Veja informações sobre batismo, confissão, comunhão, matrimônio e outros sacramentos.

Secretaria

Horário de atendimento, horário e intenções das Missas e demais informações.

Semana vocacional

Vídeos em destaque

Últimos Eventos

Primeira comunhão
Quaresma
Semana do Anjo da Guarda
Páscoa
Corpus Christi
Curso de noivos
Semana da Família
Mês da Bíblia
Festa da exaltação da Santa Cruz
Festa da Padroeira
O Pároco fala à sua comunidade
  • Vigiai e orai!
  • O Papa e a juventude
  • Amor e fidelidade
  • Cristo e a Igreja

Sem a oração, segundo a providência ordinária de Deus, serão inúteis todas as meditações, todos os propósitos e todas as promessas. Se não rezarmos, seremos infiéis a todas as luzes recebidas e a todas as nossas promessas. A razão é a seguinte: para fazer atualmente o bem, para vencer as tentações e para praticar a virtude, numa palavra, para observar inteiramente todos os preceitos divinos, não bastam as luzes recebidas anteriormente, nem as meditações e os propósitos que fizemos. É necessário ainda o auxílio de Deus. E este auxílio atual, como logo veremos, Deus não o concede senão a quem reza e reza com perseverança. As luzes recebidas, as considerações e os bons propósitos que fazemos, servem para que rezemos nas ocasiões iminentes de desobedecer á lei divina e, assim, possamos obter o socorro divino, que nos conservará incólumes do pecado. Sem isto, sucumbiremos.

Escrevendo a Timóteo, o Apóstolo diz: “Rogo-te, antes de tudo, que se façam pedidos, orações, súplicas e ações de graças” (1Tm 2, 1). Santo Tomás, o Doutor Angélico, explica estas palavras dizendo que a oração consiste propriamente na elevação da alma a Deus. A prece consiste em pedir a Deus coisas, quer particulares e determinadas, quer indeterminadas, por exemplo quando dizemos: Senhor, vinde em meu socorro! O pedido consiste em impetrar a graça. Assim como quando dizemos: Por vossa Paixão e Cruz, livrai-nos, Senhor!

(Extraído do livro “A Oração”, de Santo Afonso Maria de Ligório)

Em sua encíclica sobre o cuidado com a casa comum, o papa Francisco, falando de educar para a aliança entre a humanidade e o ambiente, afirma: “Os jovens têm uma nova sensibilidade ecológica e espírito generoso, e alguns deles lutam admiravelmente pela defesa do meio ambiente” (n. 209).

Nessa carta, o pontífice apela para a simplicidade e sobriedade voluntárias. Contra o consumismo, que gera desigualdade, desequilíbrio e desperdício, afirma Francisco:

A espiritualidade cristã propõe uma forma alternativa de entender a qualidade de vida, encorajando um estilo de vida profético e contemplativo, capaz de gerar profunda alegria sem estar obcecado pelo consumo… É importante adotar um antigo ensinamento, presente em distintas tradições religiosas e também na Bíblia. Trata-se da convicção de que “quanto menos, tanto mais”… A espiritualidade cristã propõe um crescimento na sobriedade e uma capacidade de se alegrar com pouco (n. 222).

E prossegue: “A sobriedade, vivida livre e conscientemente, é libertadora. Não se trata de menos vida, nem de vida de baixa intensidade; é precisamente o contrário. É possível necessitar de pouco e viver muito, sobretudo quando se é capaz de dar espaço a outros prazeres, encontrando satisfação nos encontros fraternos, no serviço, na frutificação dos próprios carismas, na música e na arte, no contato com a natureza, na oração” (n. 223).

Os jovens, as novas gerações deverão ser tocadas por este desafio do “quanto menos, tanto mais”, fazendo frente ao mundanismo, ao consumismo e a consequente destruição da natureza, da casa comum. Está, também, nas mãos da juventude o desafio de cuidar do presente e do futuro do planeta.

Fonte: https://www.vidapastoral.com.br/edicao/o-papa-francisco-e-a-juventude/

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.